Este texto é parte integrante do Blog "a luz dA Luz"

 

Clique e faça uma visita, para ler sobre outros assuntos ligados ao espiritualismo e evolução.

 

 

Enfrentando o mal (sozinho). E vencendo!

De: Eduardo Rosinelli

 

 

A história que vou contar abaixo é o relato fiel de um episódio ocorrido há um tempo atrás. Trata-se de fato real.

Resolvi publicar este fato, para mostrar “a quem possa interessar”, que temos condições de enfrentar muitos males, sozinhos*...

 

Em algum momento de sua vida, você poderá se ver sozinho*, tendo que enfrentar um grande mal, que está bem aí na sua frente. E estou falando apenas do mundo espiritual. O mal a que me refiro também pode ser chamado de “trevas”!

 

Nesse momento você terá que se decidir entre correr, ou enfrentar.

Quando chegar a hora, lembre-se: “Se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho talvez não te coma”. - Calma... Não me chame de doido ainda. Termine de ler o texto antes.

 

*Quando cito o termo “sozinho”, quero dizer unicamente: “desacompanhado de outros seres encarnados, de outras pessoas”, pois na realidade NUNCA estamos sozinhos. A Luz Divina está sempre nos acompanhando. Veja:

“E ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, eu não temeria mal algum, porque Tu estás comigo”. Salmo 23;4

 

W

 

Vamos ao fato:

 

Em uma casa localizada na região Sul do Brasil, vivem pessoas que foram alvo de um trabalho de magia negra. Um dia, um cidadão que partilhava da confiança dessas pessoas, foi lhes fazer uma visita e num momento de distração dos donos da casa, espalhou “cinza preta” pela sala. Essa cinza foi preparada em um ritual de magia negra, por pessoas sem escrúpulos que se alegram com a desgraça alheia. Tal trabalho trouxe uma entidade trevosa (o mal) para dentro da casa.

 

Como os habitantes da casa são pessoas de muita Fé, o ser trevoso pouco pode fazer, porém ele se aproveitava de momentos de confusão (brigas, desentendimentos) comuns a qualquer lar, para tornar a situação ainda pior, gerando assim grandes conflitos.

 

E assim o tempo foi passando. Até que um dia, Josias (nomes fictícios), que estava sozinho na casa, pois os demais haviam viajado, recebeu uma ligação de Izabel, uma pessoa de grande sensibilidade espiritual.

 

Izabel relatou em detalhes a magia negra que foi feita contra os moradores daquela casa, citando inclusive os autores. A ligação foi feita com uma certa urgência, pois algo tinha que ser feito e rápido.

 

Josias não tinha tempo para aguardar a disponibilidade de outras pessoas mais experientes, que poderiam vir ajudá-lo no trabalho de limpeza. Naquele momento ele não tinha com quem contar e decidiu assumir a batalha sozinho.

 

Foi até seu altar e de joelhos fez orações. Chamou pelo seu Anjo da Guarda, chamou por Deus e Jesus. Chamou pela Luz Violeta de Saint Germain. Chamou pelos seus Guias de Luz. Chamou pela sua Linha Esquerda. Pediu proteção a Ogum e a Oxalá. (E alguém ainda acha que estava sozinho???).

Colocou um colar com um cristal de 6 pontas e um símbolo em prata do Nome Místico de Jesus.

Pegou sua Bíblia e 4 incensos de Sete Ervas.

 

Levantou-se agradeceu a presença de todos os que foram chamados e desceu as escadas rumo à sala, onde se encontrava o mal.

 

Josias se “armou” para enfrentar o mal, mas acima de tudo ele tinha a certeza de que expulsaria aquilo de sua casa. Ele foi confiante e pleno de determinação, pois ele tinha em mente que o trabalho era dele e de ninguém mais. Falhar não era uma opção. E com esse pensamento ele se manteve a todo instante firme, forte, sem titubear nem por uma fração de segundo, mesmo tendo ao seu redor um bravo e poderoso inimigo.

 

Ao chegar na sala sentiu sua pele arrepiar com tal intensidade, como nunca havia ocorrido. Parecia que os pelos do braço queriam saltar da minha pele.

 

Nesse momento ele percebeu que o mal sabia que fora descoberto. Viu sombras negras e ameaçadoras, que o ficavam tentando à distância.

 

Em momento algum ele teve medo. Manteve-se firme, cabeça erguida, coluna reta, rosto sereno, porém demonstrando determinação. Se ele tivesse tido medo nesta hora, poria tudo a perder.

Não se abalando com o que via e sentia, e com a mente conectada ao seu Anjo da Guarda, disse em voz alta e firme:

 

“- Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo e Deus Pai todo Poderoso, ordeno que vá embora. Aqui não é o teu lugar”.

 

E percebendo que o mal se debatia pelo ambiente, mentalizou a todos os Seres cuja presença foi clamada momentos antes, e mentalmente inundou o ambiente com a Luz Violeta de Saint Germain. E pegando uma parte do Salmo 91, disse:

“- E o Senhor me cobrirá com as suas penas e debaixo de suas asas estarei seguro; a sua verdade é escudo e amparo; Não temerei espanto noturno, nem seta que voe de dia; nem peste que ande na escuridão nem mortandade que assole ao meio-dia; mil cairão ao meu lado e dez mil à minha direita, porém eu não serei atingido; Somente com os meus olhos olharei e verei a recompensa dos ímpios”.

 

E voltou a dizer:

“- Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo e Deus Pai Todo Poderoso, ordeno que vá embora. Aqui não é o teu lugar”.

 

O mal, ainda estava por ali, dava pra sentir o seu ódio, mas também dava pra sentir que estava definitivamente perdendo forças.

 

Josias então começou a entoar uma prece a Ogum – São Jorge Guerreiro, enquanto acendia os incensos de Sete Ervas, um em cada canto da sala. Com voz alta, severa e firme ele orou na Linha Esquerda.

Ao terminar esse ritual, Josias se dirigiu ao canto mais ao Norte, e pela terceira e última vez disse, como se olhando nos olhos do mal:

 

“- Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo e Deus Pai todo Poderoso, ordeno que vá embora. Aqui não é o teu lugar”.

 

E viu o mal ir embora dali, como que expelido por uma Grande Força.

 

Nesse momento, completamente suado e com uma “leve tremedeira” nas pernas, Josias foi ao meio da sala, onde se ajoelhou e orou:

Um Pai Nosso, uma Ave Maria, um Credo.

 

E fazendo uma “pequena mistura” entre o Salmo 70 e o Salmo 69, disse:

 

“– Senhor, apressa-te em livrar-me; Bem conheces a minha afronta e a minha confusão; Diante de Ti, está o meu adversário; Fiquem envergonhados e confundidos os que procuram a minha alma; tornem atrás e confundam-se os que me querem mal; Voltem as costas cobertos de vergonha os que me dizem: Ah! Ah!; Derrama sobre eles a tua indignação, e prenda-os o ardor da Tua ira.”

 

Explico: Esta última oração, Josias fez para que as pessoas sem escrúpulos que fizeram a tal magia negra, nunca mais se atrevam a lhe dirigir qualquer pensamento que seja. E pela grande Fé de Josias, assim será.

 

Josias agradeceu a todas as Linhas Espirituais que o protegeram e o guiaram neste trabalho. E se levantou, dizendo: “Orai e Vigiai”.

 

W

 

Agora vou escrever alguns conceitos e comentários aleatórios a respeito do ocorrido, fazendo referências principalmente à Fé que moveu Josias a vencer esta batalha.

 

-          Apesar de estar fisicamente sozinho, Josias contou com a presença de Grandes Entidades, que doaram força, proteção e Luz. Além da excepcional ajuda espiritual concedida a Josias, isso também lhe deu confiança, para enfrentar o inimigo.

 

-          Quando se vir em risco, clame pela Luz Divina e pelas Entidades de Proteção. Esta foi a primeira providência de Josias ao perceber que a batalha era inevitável.

 

-          A presença da Luz das Entidades chamadas por Josias, foi fundamental para a sua vitória, por duas razões:

 

·        Deu a ele mais confiança e mais coragem, para a batalha;

·        Imagine o que o mal sentiu ao ver “a equipe de apoio” que acompanhava Josias. Era simplesmente uma equipe invencível.

 

-          O sucesso de Josias se deve principalmente à sua coragem, determinação e Fé em si mesmo! Quem só acredita nos outros, mas não em si próprio, está certamente destinado ao fracasso.

 

-          Josias em momento algum baixou a cabeça. Manteve-se firme e austero o tempo todo. Essa atitude fez a diferença.

 

-          Se vamos lutar e vencer, ou se vamos nos entregar ou fugir deixando o mal atuar, só depende de nós mesmos. A decisão é nossa. Deus não vai interferir no seu livre-arbítrio. Ele te mostrará caminhos, abrirá portas, te concederá proteção e amparo. Mas você é que decide o que fazer. E como fazer. Mas podemos contar sempre com a Divina Providência.

 

-          Quando temos que enfrentar esse tipo de situação sozinhos, buscamos forças no mais profundo de nosso Ser. É justamente nessa hora que teremos consciência de nosso poder, de nossa força interior, que é imensa. Geralmente ela se encontra adormecida pela falta de uso, porém quando vem à tona, causa um grande estrago na “situação adversa”.

 

-          No mundo de Josias, não existe preconceito religioso. Em um mesmo trabalho ele invocou a Fraternidade Branca e os Orixás. Invocou as Linhas Espirituais da Direita e da Esquerda. Para ele, tudo é harmonia e todos trabalham pro um Bem Maior. O preconceito não é uma criação de Deus, mas sim do homem.

 

-          Sim, Josias venceu uma batalha. Isso não significa que ele baixou a guarda. Muito pelo contrário. Lembre-se: “Orai e Vigiai”

 

 

Agora leia esse pequeno histórico sobre Jesus e seus Apóstulos e tente fazer uma analogia com o texto que acabaram de ler.

 

No Novo Testamento, existem inúmeros exemplos de situações em que os Apóstulos tentaram realizar curas, todas sem sucesso. Pois eles estavam (inconscientemente) em uma situação deveras cômoda: “Jesus está logo ali. Se a gente falhar, é só chamar o Mestre que ele vem e conserta as coisas”.

E era justamente isso que acontecia. Eles falhavam e chamavam a Jesus que depois do devido “pito” (Homens de pouca Fé) consertava as coisas.

 

Porém, depois da morte de Jesus, eles se viram sozinhos em suas pregações e percorreram as regiões, pregando e realizando curas com sucesso. Pois agora a situação era bem diferente. Eles não tinham mais o pensamento limitante: “se a gente falhar...”.

 

Falhar não era uma opção!

 

E quando a opção “falha” é inexistente, com certeza teremos sucesso em nossas empreitadas.

 

Foi o que ocorreu com Josias há um tempo atrás. Pense nisso...

 

 

Curta a fanpagea luz dA Luz” no Facebook e tenha acesso a mais orações e informações sobre Espiritualidade. Clique aqui!

 

 

 

Visite o Blog  “a luz dA Luz”

 

 

a luz dA Luz

no Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_