Este texto é parte integrante do Blog "a luz dA Luz"

 

Clique e faça uma visita, para ler sobre outros assuntos ligados ao espiritualismo e evolução.

 

 

 

Energia Concentrada (egrégora)

X

Energia Dispersa (desperdício)

 

De: Eduardo Rosinelli

 

Neste texto, eu vou abordar um assunto muito importante que é a dispersão de energia. Isso mesmo, energia dispersa, é energia jogada fora, ou mal aproveitada.

Certa vez tive a oportunidade de acompanhar um "evento religioso", que mais parecia um pregão da bolsa de valores. Centenas de pessoas surtando, cantando, chorando, se debatendo, caindo ao chão, gritando, esperneando. Por favor, não me perguntem onde eu estava.
(Antes de prosseguir, quero deixar claro que na Umbanda por exemplo, os médiuns geralmente vão ao chão quando incorporam uma entidade. O que é absolutamente normal, visto a experiência da incorporação ser absolutamente forte e literalmente nos levar ao chão. Nas poucas vezes que incorporei, pude perceber nitidamente a grande força que é gerada nesta "experiência". Disse isto, pois incorporação é diferente de "surto".... ok?)


Pois bem, naquela ocasião do tal “evento religioso” pude ver as energias se cruzando freneticamente, sem rumo, sem razão, sem sentido. Era tudo uma grande bagunça, e as energias (de várias cores e intensidades) criadas nas crises de surto, vagavam pelo espaço sem um foco definido e se dispersavam, sem nada alcançar, ou alcançando muito fracamente, sem surtir efeito algum. Quanto desperdício. O resultado final disso tudo foi um monte de gente cansada, esgotada e suada. Só isso. Não estou aqui para julgar a nada nem a ninguém, estou apenas relatando um fato que tive e oportunidade de presenciar, como um mero espectador. E tirei minhas próprias conclusões.

Em outra oportunidade, participei de um trabalho, em que todos se mantinham em silêncio, concentrados apenas em uma voz principal que passava as instruções de "pensamentos". Tínhamos todos, um objetivo em comum. Todos nós, unidos, ligados, focados, alcançaríamos este objetivo. E alcançamos, pois conseguimos criar uma EGRÉGORA efetiva, harmônica e eficaz.
Egrégora é o nome que se dá à energia criada em conjunto por várias pessoas, unidas e focadas em um só pensamento. O poder de uma egrégora é praticamente infinito. Pode-se ver os pensamentos de todos unindo-se em um único ponto e desse ponto, seguindo rumo ao seu objetivo, como se fosse um "raio laser".
Imagine a força disso: todas as energias concentradas em um único ponto.

O que quero dizer com essas duas experiências é que em qualquer trabalho espiritual que vamos fazer, seja ele individual ou coletivo, temos que estar muito concentrados em nosso objetivo, atingido-o como se nossa energia fosse o tal "raio laser". Só dessa forma ele será eficaz. A concentração vem da meditação e a meditação vem do silêncio e do relaxamento completo do corpo físico.
Quer trabalhar e quer ter resultados? Então pare, sente-se em uma posição confortável, respire profundamente, tire de sua cabeça os pensamentos da rotina do dia a dia, una todos os chacras através de uma linha energética que vem do alto, passa por todos eles e continua seu caminho até o centro do planeta. Imagine seu Mentor Espiritual (alguns chamam de Anjo da Guarda) próximo a você, auxiliando em seu trabalho, através da intuição e proteção. Interiorize-se, concentre-se naquilo que deseja, e mande a sua energia para o Universo (ou melhor dizendo... Deus), na forma concentrada e focada. A Lei da Ação e Reação fará o resto por você.
E se for um trabalho coletivo? Estabeleçam o objetivo e elejam um entre vocês, para ser o orientador, aquele que vai dizendo o que todos devem "pensar". Funciona como aqueles caras que ficam na frente dos barcos em competições de remo, ou mesmo como um maestro frente a uma orquestra. Para que tenham melhores resultados, um precisa dirigir o trabalho e unir a todos em um só propósito, um só objetivo, um só pensamento. Só desta forma, será criada a EGRÉGORA que é fundamental para os bons resultados de uma mentalização espiritual.

Lembrem-se: nada de surtos, choradeiras, gritos. A espiritualidade não é um espetáculo, muito menos um show musical ou peça de teatro. A espiritualidade é o silêncio, a interiorização, a concentração, a discrição, a humildade e principalmente, A FÉ!!!
(é importante lembrar que as vezes, chorar é um sentimento bom, de por pra fora aquilo que está incomodando. Quando cito as tais "choradeiras" que já presenciei, me refiro aos surtos de "querer aparecer", ok? lágrimas com sentimento verdadeiro são sempre bem vindas!!!)

Em tempo: Não creio que existam relatos do Mestre Jesus tendo surtos de fé junto a Deus. Ele se afastava e meditava, como que conversando consigo mesmo, pois Deus está dentro dEle. E dentro de cada um de nós.

 

Durante o Sermão da Montanha (Mateus; Cap. 4), Jesus disse:

 

Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á. Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras. Não os imiteis, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes que vós lho peçais.”

Bom trabalho!!

 

Curta a fanpagea luz dA Luz” no Facebook e tenha acesso a mais orações e informações sobre Espiritualidade. Clique aqui!

 

 

 

Visite o Blog  “a luz dA Luz”

 

 

a luz dA Luz

no Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_